Carcaças, e os votos de um feliz 2019!

 

petiscana_carcaças

Se há coisa a que não resisto mesmo é a pão fresco, e se for feito em casa ainda melhor!

Todo o processo de amassar, combinando sabores, de ver a massa crescer e mais tarde saborear fascina-me!

Esta receita for retirada do Cookidoo da Bimby. Já há algum tempo que a andava a “namorar” e este fim-de-semana, decidi experimentar.

Ficam deliciosas e fizeram muito sucesso aqui por casa, de tal maneira que a receita já foi para as favoritas porque para além de deliciosas, são relativamente rápidas e simples de preparar.

A única coisa que tenho de aperfeiçoar nesta receita é o formato do pão, já que as tradicionais carcaças têm umas “maminhas” e as minhas ficaram mais arredondadas, tudo o resto está aprovadíssimo!

E é com esta receita de pão que encerro as receitas do ano 2018. Um ano agridoce para mim. Um ano em que recebi a melhor prenda que a vida nos pode dar, a minha doce Margarida, e ao mesmo tempo perdi o meu querido avô, um senhor por quem tinha um carinho e admiração enorme, e de quem tenho tantas saudades… e que honra foi poder ter passado estes anos com ele e vê-lo com a minha filha nos braços.

Sou grata pela vida que tenho, pelas coisas boas e pelas más que me aconteceram pois todas elas, à sua maneira, fizeram de mim a pessoa que sou hoje. E o balanço deste ano não poderia ser diferente. Gratidão é, sem dúvida, a palavra que escolho para resumir este ano.

A quem está desse lado, deixo o meu voto de feliz Ano Novo! Que o ano que se avizinha seja próspero e feliz, e que os vossos sonhos sejam realizados! Obrigada por estarem desse lado, festejem muito (com moderação), comam bem e sejam felizes! 🙂

Ingredientes:

  • 200g de água
  • 70g de leite
  • 20g de manteiga
  • 7g de fermento de padeiro seco (ou 20g de fermento de padeiro fresco)
  • 1 pitada de açúcar
  • 500g de farinha tipo 65
  • 1 + 1/2 c.chá de sal

Preparo – Modo Tradicional:

  1. Começar por amornar a água com o leite e a manteiga.
  2. Juntar o açúcar e o fermento e envolver bem até que o açúcar e o fermento se dissolvam.
  3. Juntar a farinha e o sal e amassar bem até obter uma massa lisa e homogénea (cerca de 5 minutos). Colocar a massa numa taça enfarinhada. Deixar levedar, em local morno, por 30 minutos ou até a massa dobrar de volume.
  4. Dividir a massa em 12 partes iguais, moldar as carcaças e colocá-las num tabuleiro forrado com papel vegetal e farinha e deixar repousar 30 minutos ou até que dobrem de volume.
  5. Pré-aquecer o forno a 180ºC.
  6. Polvilhar as carcaças com farinha e, com uma faca, fazer cortes no centro de cada uma. Levar ao forno a 180ºC por cerca de 30 minutos (até obterem uma ligeira cor). Retirar do forno e deixar arrefecer sobre uma rede.

Preparo – Com robot de cozinha:

  1. No copo colocar a água, o leite, a manteiga o açúcar e o fermento e programar 2 minutos, 37ºC, velocidade 2.
  2. Juntar a farinha e o sal e programar 3 minutos, velocidade espiga. Retirar a massa do copo e colocar numa taça enfarinhada. Deixar levedar, em local morno, por 30 minutos ou até a massa dobrar de volume.
  3. Dividir a massa em 12 partes iguais, moldar as carcaças e colocá-las num tabuleiro forrado com papel vegetal e farinha e deixar repousar 30 minutos ou até que dobrem de volume.
  4. Pré-aquecer o forno a 180ºC.
  5. Polvilhar as carcaças com farinha e, com uma faca, fazer cortes no centro de cada uma. Levar ao forno a 180ºC por cerca de 30 minutos (até obterem uma ligeira cor). Retirar do forno e deixar arrefecer sobre uma rede.

 

Advertisements

Arrufadas de batata doce

Arrufadas_1

Não tenho grandes vícios, mas há certos rituais dos quais não prescindo. Um deles é o de comprar mensalmente algumas revistas de culinária. Para além do factor inspiração, há ainda o meu lado coleccionador (já começa a faltar espaço para tanta revista, mas não há muito a fazer… é mais forte do que eu!).

Neste mês de Dezembro, na revista da Bimby, encontrei a receita destas arrufadas, e como eu sou uma gulosa por qualquer tipo de pão caseiro e achei que este em particular tinha tão bom aspecto, não resisti em experimentar!

São ótimas para comer num lanche ou pequeno-almoço, quer com doces ou salgados. A massa fica densa mas fofa e saborosa.

Deixo-vos a receita, caso também queiram experimentar.

*Receita retirada da revista Bimby – Momentos de Partilha, Dezembro 2018

Ingredientes:

  • 1L de água
  • 1 + 1/2 c.chá de sal
  • 250g de batata-doce (a receita pede de polpa laranja, como não tinha usei polpa amarela) descascada e cortada em pedaços
  • 120g de leite
  • 15g de açúcar amarelo
  • 1 c.há de fermento de padeiro seco
  • 50g de manteiga
  • 1 ovo
  • 420g de farinha tipo 65 (+ qb para polvilhar)
  • açúcar em pó qb para decorar

Preparo – Modo Tradicional:

  1. Colocar a água e 1 c.chá de sal num tacho e juntar a batata-doce levando a cozer em lume médio por cerca de 20 a 30 minutos. Descartar a água da cozedura e reservar.
  2. Numa tigela colocar o leite, o açúcar e o fermento e misturar bem.
  3. Juntar a bata-doce cozida (previamente esmagada com o garfo), a manteiga e o ovo e misturar bem, até obter um preparado homogéneo.
  4. Adicionar a farinha e 1/2 c.chá amassar até obter uma massa lisa e elástica (a massa deve ficar ligeiramente húmida, evitar adicionar mais farinha para não ressecar a massa). Colocar a massa numa tigela enfarinhada, deixando depois a levedar em local morno cerca de 50 minutos, ou até dobrar de volume.
  5. Dividir a massa em 9 porções iguais, formando com cada uma dessas porções, uma bola. Colocá-las num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar levedar por 40 minutos ou até dobrar de volume.
  6. Levar ao forno, pré-aquecido a 180ºC, cerca de 20 minutos. Polvilhar com açúcar em pó depois de cozidos e deixar arrefecer numa rede antes de servir.

Preparo – Com robot de cozinha:

  1. Colocar no copo a água, 1 c.chá de sal e o cesto com a batata-doce e programar 30 minutos, 100ºC, velocidade 2. Retirar o cesto do copo e deixar escorrer cerca de 15 minutos. Descartar a água da cozedura.
  2. No copo colocar o leite, o açúcar e o fermento e programar 10 segundos, velocidade 4.
  3. Juntar a bata-doce cozida, a manteiga e o ovo e programar 15 segundos, velocidade 3.
  4. Adicionar a farinha e 1/2 c.chá de sal e programar, 3 minutos, velocidade espiga. Retirar do copo e colocar numa tigela enfarinhada, deixando depois a levedar em local morno cerca de 50 minutos, ou até a massa dobrar de volume.
  5. Dividir a massa em 9 porções iguais, formando com cada uma dessas porções, uma bola. Colocá-las num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixar levedar por 40 minutos ou até dobrar de volume.
  6. Levar ao forno, pré-aquecido a 180ºC, cerca de 20 minutos. Polvilhar com açúcar em pó depois de cozidos e deixar arrefecer numa rede antes de servir.

Arrufadas_2