Ovos rotos com presunto

20191216_131055

A primeira vez que comi ovos rotos foi num restaurante de tapas na minha zona. Já tinha ouvido falar maravilhas mas nunca havia experimentado. Gostei muito da combinação de sabores e da sua simplicidade e decidi que teria de experimentar em casa.

A versão que experimentei não levava pimento nem a cebola caramelizada, mas achei que a adição desses dois elementos iria trazer ainda mais sabor ao prato, e não me enganei.

Há quem sirva os ovos rotos com bacon, mas pessoalmente prefiro o presunto.

Este prato tanto pode ser servido como uma entrada, numa vertente de petisco, como pode ser consumido como prato principal. A sugestão que vos dou foi servida como entrada para 4 pessoas. Estas mesmas quantidades, para prato principal dariam para 2 pessoas.

Ingredientes:

3 batatas médias para fritar
1 cebola pequena
0,5 dl de azeite
1 c.sopa de açúcar
1 pitada de sal
1/2 pimento vermelho assado
4 ovos
8 fatias de presunto
1 raminho de salsa

Modo de preparo:

  1. Começar por descascar as batatas e lavar em água abundante. Cortar em rodelas e depois em tiras. Secar bem e fritar em óleo bem quente até que comece a alourar. Escorrer as batatas sobre papel de cozinha para absorver o excesso de gordura, temperar com sal e reservar.
  2. Descascar a cebola, cortar em meias luas finamente e colocar numa frigideira anti-aderente juntamente com o azeite. Levar a refogar até que a cebola fique translúcida. Adicionar o açúcar e o sal e deixar refogar mexendo ocasionalmente até que a cebola comece a dourar. Nesse momento adicionar o pimento finamente fatiado e cozinhar por 2 minutos.
  3. Juntar as batatas fritas, envolver bem e partir os 4 ovos sobre as batatas, temperando com sal a gosto. Tapar com uma tampa e deixar cozinhar em lume brando por 3 minutos.
  4. Destapar a frigideira, retirar do lume, remexer ligeiramente os ovos para os romper, juntar as fatias de presunto, salpicar com a salsa picada e servir de imediato.

20191216_130417

20191216_131127

Advertisements

Tigelinhas de bacalhau

TigelinhasBacalhau_1

 

Esta é aquela receita com que vão poder fazer um brilharete quando receberem visitas em casa.

Não é muito complexa, leva poucos ingredientes, fica muito saborosa, e tem uma apresentação vistosa.

As tigelinhas fazem lembrar os tão tradicionais pastéis de nata, mas numa versão salgada.

Podem servi-las como entrada ou snack ou podem optar por fazer destas tigelinhas uma refeição leve, acompanhadas por uma salada fresca. Imagino que resultem igualmente bem em versão miniatura, para servir em festas.

A receita rende 10 pastéis.

Sirvam com salsa picada e umas azeitonas, combina muito bem.

Fonte da receita: Blog 5 quartos de laranja

Ingredientes:

→ 250 g de bacalhau demolhado

→ 1 cebola

→ 2 dentes de alho

→ 30 ml de azeite

→ 1 folha de louro

→ Pimenta-preta q.b.

→ 200ml natas

→ 20g de amido de milho

→ 1 gema de ovo

→ 200ml de água

→ Sal q.b.

Preparo – Modo tradicional:

1) Cozer o bacalhau, reservando a água da cozedura.

2) Fazer um refogado com a cebola e os dentes de alho picados e a folha de louro. Acrescentar o bacalhau desfiado, sem peles nem espinhas, as natas, 200ml da água da cozedura do bacalhau. Temperar com pimenta e rectificar de sal.

3) Triturar este preparado muito bem com a varinha. Passar no coador chinês (se, como eu, não tiverem este coador, pulem este passo fica igualmente saboroso o que muda é a textura do recheio).

4) Diluir o amido de milho num pouco de água e juntar ao preparado de bacalhau. Levar ao lume brando até engrossar um pouco.

5)Depois de arrefecer, juntar uma gema de ovo ligeiramente batida e misturar muito bem no preparado de bacalhau.

6) Esticar a massa follhada, formar um rolo e cortar em pedaços de 2cm.

7) Forrar as formas com a massa folhada, verter o preparado e levar ao forno pré-aquecido 200ºC durante 20 minutos, ou até dourar.

Preparo – Com robot de cozinha:

1) No cesto colocar o bacalhau. Encher o copo com 800g de água, juntar o cesto e programar 20 minutos, 100ºC, velocidade 2. Reservar a água da cozedura do bacalhau.

2) No copo, sem o cesto, juntar a cebola e os dentes de alho e programar 5 segundos, velocidade 5. Juntar a folha de louro e o azeite e programar 5 minutos, varoma. velocidade 1. Acrescentar o bacalhau desfiado, sem peles nem espinhas, as natas, 200g da água da cozedura do bacalhau. Temperar com pimenta e rectificar de sal. e programar 1 minuto, varoma, velocidade 1.

3) Programar 30 segundos, velocidade 7. Passar no coador chinês (se, como eu, não tiverem este coador, pulem este passo fica igualmente saboroso o que muda é a textura do recheio).

4) Diluir o amido de milho num pouco de água e juntar ao preparado de bacalhau. Programar 2 minutos, 90ºC, velocidade 3.

5) Depois de arrefecer, juntar uma gema de ovo ligeiramente batida e misturar muito bem no preparado de bacalhau com o auxílio de uma espátula.

6) Esticar a massa follhada, formar um rolo e cortar em pedaços de 2cm.

7) Forrar as formas com a massa folhada, verter o preparado e levar ao forno pré-aquecido 200ºC durante 20 minutos, ou até dourar.

TigelinhasBacalhau_3